Carregando...

Fotos-turisticas-da-cidade-de-Bofete-6-1-1280x720.jpg

user3 de janeiro de 2020
IMAGEM: DIVULGAÇÃO

A “Cuesta” é o símbolo do turismo regional, que encanta os mais diferenciados públicos com seu portfólio de recursos e atrativos turísticos. Mas afinal, o que é essa tal “Cuesta”?

Cuesta (palavra de origem espanhola = encosta) é uma forma de relevo assimétrico (altitude entre 550 a 950 metros), com desnível abrupto, apresentando frente escarpada (front) e o reverso com fraca declividade.

A arquitetura do relevo Cuesta é formada por: reverso, front, sopé e seus morros testemunhos. Os mirantes tão vislumbrados por nós, como por exemplo, a “Base da Nuvem”, “Pedra do Índio”, “Tirolesa do Gigante” estão localizados no “reverso”; já o “Morro de Rubião Júnior”, “Morro do Peru”, “Três Pedras” e o “Gigante Adormecido” são exemplos de “morros testemunhos”.

relevo cuestiforme paulista se estende quase que continuamente na direção nordeste – sudeste do Estado, sendo atravessado pelos principais rios: o Tietê, o Paranapanema, o rio Grande, o rio Pardo e o Mogi-Guaçu. Os detalhes da formação dessa forma de relevo foram cuidadosamente descritos no “Atlas da Cuesta” do Instituto Itapoty. Vale a pena conferir o Atlas, é uma verdadeira aula de geologia, geografia e história natural.

Ao trafegar pela Rodovia Marechal Rondon notará placas marrons com ilustrações e dizeres em branco – são placas turísticas indicando que você está na região do Consórcio Turístico Polo Cuesta.

Em outro trecho da Rondon, encontramos a placa turística “Cuesta Basáltica – ajude a preservar esse patrimônio natural”. Tal placa é um indicativo de que a Cuesta não é somente um imponente atributo turístico, mas sim, um alerta sobre a sua vasta importância geológica, ambiental e social. Para isso, foi criado em 1983 a Área de Proteção Ambiental Corumbataí, Botucatu Tejupá/ APA Botucatu, um tipo de Unidade de Conservação, que abrange nove municípios da região – Avaré, Angatuba, Botucatu, Bofete, Itatinga, Guareí, Pardinho, São Manuel, Torre de Pedra. Essa APA visa proteger as Cuestas Basálticas, e os atributos ambientais e paisagísticos, como os morros testemunhos, os recursos hídricos superficiais, o Sistema Aquífero Guarani (mais especificamente, suas áreas de recarga), o patrimônio arqueológico, a vegetação e fauna típica de Mata Atlântica e Cerrado.

Para saber mais sobre a importância ecológica da Cuesta, além da leitura do Atlas, recomendamos a leitura do artigo Viagem virtual ao Aquífero Guarani em Botucatu (SP):  Formações Pirambóia e Botucatu, Bacia do Paraná e uma visita ao MuMA Museu de Mineralogia da Aitiara – dicas que irão enriquecer seus passeios pela região.

Outras curiosidades

(1) O termo Serra não pode ser empregado como sinônimo de Cuesta. O relevo serra é um conjunto de montanhas e terrenos acidentados com fortes desníveis e muitos picos.

(2) Cuestas Basálticas ou Cuestas Arenítico – basálticas: são compostas por remanescentes de rochas vulcânicas (basalto) em áreas de rochas sedimentares (arenito).

(3) O Morro de Rubião Júnior e o Morro do Peru (Botucatu) não são vulcões adormecidos.

(4) As “pedras pretas” comumente presentes em cachoeiras e córregos de nossa região são exemplos de rocha vulcânica, o basalto, resultado do maior derrame de lava do mundo, ocorrido na Era Mesozoica, durante a separação da Gondwana. Para agricultura, o basalto é uma rocha importantíssima, pois o produto de sua decomposição é um solo de coloração avermelhada que origina os solos férteis – conhecido como terra roxa. Os imigrantes italianos pronunciaram “Terra rossa” que em português significa, terra vermelha.

(5) As “pedras de vários tons de vermelho e algumas recobertas por líquens” comumente presentes na “Pedra do Índio, Três Pedras e na Base da Nuvem” são exemplos de rocha sedimentar, o arenito, uma rocha formada pela compactação de sedimentos de areia (grãos) a milhares de anos.

FONTE: noticias.botucatu.com.br / Artigo: Patricia Shimabuku é farmacêutica industrial, professora e ativista socioambiental. 


DSCN7793-1280x960.jpg

user3 de dezembro de 2019
Balneário de Águas de Sta Bárbara / Crédito da foto: Fernando Alonso

A Estância Hidromineral de Águas de Santa Bárbara foi a única cidade da região a levar o troféu de primeiro lugar do prêmio Top Destinos, em evento ocorrido semana passada, no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo estadual. 

Águas de Santa Bárbara,concorreu na categoria “Saúde” e venceu outros destinos turísticos de destaque do interior paulista: Águas de Lindóia, Águas de São Pedro e Serra Negra. 

O evento é organizado anualmente por entidades de apoio ao turismo e o prêmio se dá através de votação popular na internet. A iniciativa tem por objetivo promover e valorizar os municípios que se dedicam ao desenvolvimento da atividade turística e na valorização da cultura e economia local.

Confira os outros municípios vencedores do Prêmio Top Destinos: Aventura – Iporanga; Compras – Araçatuba; Cultural – São Luiz do Paraitinga; Ecoturismo – Monteiro Lobato; Esportes – São Bento do Sapucaí; Estudos e Intercâmbio – São Bernardo do Campo; Gastronomia – Campos do Jordão; Náutico – Cananéia; Negócios e Eventos – Santos; Parques Temáticos – Barretos; Pesca – Itanhaém; Religioso – Itú; Rural – Jundiaí; Social – Socorro; Sol e Praia – São Sebastião e Saúde, a represente da região- Águas de Santa Bárbara. 


58926845-412c-4e76-8101-44faac1f1f1a.jpg

user4 de novembro de 2019
Cachoeira da Marta / Botucatu-SP / Crédito da Imagem: solutudo.com.br

Com temperaturas cada vez maiores e a proximidade do verão, os botucatuenses passam a buscar opções em meio à natureza para se refrescar. Algumas das atratividades são as cinco cachoeiras (entre 80 catalogadas no município) para acesso público. Um desses pontos turísticos é o Parque Municipal Cascata da Marta que concentra uma das maiores e mais visitadas cachoeiras de Botucatu. O espaço, no entanto, passa por um extenso processo de revitalização que já dura uma década.

Agora, a liberação do complexo para o público geral parece estar mais próxima. Segundo posicionamento da Prefeitura de Botucatu, 95% das obras de revitalização da Cascata da Marta estão concluídos. A previsão de entrega é para a primeira quinzena de dezembro, data que já foi postergada por diversas vezes (a última estimativa, dada em janeiro, previa que o espaço seria reinaugurado em junho, o que não ocorreu). O dia específico não foi informado pela gestão municipal.

A nota emitida pela Prefeitura de Botucatu reforça que o contrato com a empresa responsável pela obra termina em 3 de dezembro. A revitalização custará R$ 1,6 milhão e ocorre com recursos do Fundo de Interesses Difusos (FID). O projeto contempla transformação total na estrutura, a fim de garantir maior segurança e acessibilidade aos visitantes, incluindo pessoas com deficiência (PCD).

Para isso, estão sendo implantadas iluminação artificial, centro receptivo com salas de audiovisual para acomodar até 40 pessoas, banheiros, área de estacionamento para 44 carros de passeio, 4 ônibus e motocicletas, entre outras atratividades.

O espaço contará com duas novas trilhas de acesso à cachoeira, sendo uma totalmente adaptada a cadeirantes e pessoas com limitação de locomoção, com piso intertravado. Ambas terão mirantes com vista panorâmica. A trilha de acesso à cachoeira passa por readequação e contará com instalação de acessórios de segurança, degraus regulares e piso de madeira.

Devido aos trabalhos, o acesso do público está proibido, com monitoramento ocorrendo por parte da Guarda Civil Municipal (GCM) e tendo a instalação de placas indicativas sobre as obras e os perigos encontrados ainda no local. Mas, isso não é impedimento para que dezenas de banhistas venham a se arriscar nos dias de intenso calor, principalmente aos fins de semana e feriados.

FONTE: www.noticias.botucatu.com.br / Matéria: Flávio Fogueral 


71956260_1001714060163452_8577553515545624576_n.jpg

user14 de outubro de 2019
Corredeiras do Rio Paranapanema em Piraju / Crédito da foto: @digao_garou

A Estância Turística de Piraju colocará o Turismo em debate no dia 22 de outubro, a partir das 19h na Faculdade Facespi, com a realização da primeira feira de turismo do município. O evento será promovido através da iniciativa conjunta da instituição de ensino com o Comtur – Conselho Municipal de Turismo e do Departamento Municipal de Turismo.

A feira tem como objetivos integrar os empresários do setor, promover o desenvolvimento de roteiros e pacotes de viagens e divulgar a região como destino turístico. Para isso serão propostos debates em formato de mesa redonda, apresentação de produtos e serviços locais no quadro Minuto do Empresário e rodadas de negócios com exposição das empresas participantes. Também está prevista a apresentação de uma palestra sobre marketing digital com Felipe do Val.

Para quem prestigiar o evento, outras atrações serão propostas: mini tirolesa, rapel, apresentações musicais, comidas e bebidas locais. O evento é aberto da toda a comunidade e sem custos aos expositores.

Crédito da imagem : Divulgação

SERVIÇO:

Data do evento: 22 de outubro, terça-feira, às 19h.
Local: Faculdade Facespi – Estância Turística de Piraju – SP.
Entrada franca 
Contato: (14) 99906 8442 – José Alfredo Viana / FACESPI

 

Crédito da foto de capa: https://www.facebook.com/Piraju-em-Foco-894592877542238/

 

 


Camping-guiomarana-05-1280x960.jpg

user25 de setembro de 2019
Lazer na represa em Fartura / Crédito da foto: Prefeitura Municipal de Fartura

A Secretaria de Turismo de Fartura em conjunto com o Comtur da cidade, lançou na última semana seu primeiro roteiro turístico: é a Rota dos Mirantes, no bairro de Areia Alta, na estrada de acesso ao município de Timburi. 

O projeto vem de encontro com o bom momento da região, conhecida como Angra Doce que foi aprovado pelo Senado Federal como de interesse turismo, unindo municípios da divisa de São Paulo e Paraná. 

A outra novidade foi o lançamento da campanha hashtag #Faturismo, criada para incentivar os farturenses e turistas a usarem a hashtag quando estiverem em lugares turísticos do município e desta forma ajudar na divulgação da cidade. 

 

Crédito da foto de capa: Camping/ blogantoniomendes.blogspot.com

 


1923.jpg

user9 de setembro de 2019
Estância Turística de Piraju foi uma das cidades da região beneficiadas com recursos do DADETUR / Crédito da foto: Internet
A Secretaria Estadual de Turismo realizou na última semana a assinatura de 146 convênios, no valor de aproximadamente R$ 120 milhões, para financiar obras em 85 municípios, por meio de recursos do Departamento de Apoio ao Desenvolvimento dos Municípios Turísticos (DADETUR). A articulação de repasse dos recursos do Dadetur será feita por meio da Secretaria de Desenvolvimento Regional.
Obras como implantação de parque urbano, sinalização turística, revitalização de museu, ampliação de complexo aquático e construção de jardim botânico são alguns dos objetos de convênios assinados pelo Governo do Estado com prefeitos de 30 Estâncias e 55 Municípios de Interesse Turístico (MIT).
Confira os municípios da região beneficiados com recursos do DADETUR:

Estância Hidromineral de Águas de Santa Bárbara – Reforma da piscina municipal, construção de cobertura do bebedouro da Praça da Bíblia e reforma da quadra de street ball, quadra de malha e de tenis. Repasse: R$1.863.373,64

Estância Turística de Piraju – Revitalização da Iluminação Pública Fase 2. Repasse: R$169.931,4

Bofete (Município de Interesse Turístico) – Revitalização Terminal Rodoviário. Repasse: R$100.000,00

Pardinho (Município de Interesse Turístico) – Reforma do Centro Cultural Max Feffer e reforma do Espaço Cultural Zulmira Vivan. Repasse: R$336.130,42

 

Fonte: www.turismo.sp.gov.br

Foto de capa: Cerimônia de assinatura dos convênios do DADETUR / www.turismo.sp.gov.br


Rodin7-1280x720.jpg

user4 de setembro de 2019
Prédio histórico abriga Pinacoteca / Crédito da foto: Prefeitura de Botucatu

A Pinacoteca Fórum das Artes completou um mês de inauguração na última terça-feira, 03, e desde então, vem atraindo o público de Botucatu e região com suas exposições culturais. Foram 5.254 visitas ao longo do mês de agosto, sendo 1.116 visitas monitoradas, principalmente por escolas de ensino fundamental da rede pública.

As visitas monitoradas são realizadas com grupos, principalmente de crianças e jovens, que permanecem em torno de uma hora e meia recebendo orientações sobre as exposições, por meio de uma ação educativa específica para este público. Para o mês de setembro a Pinacoteca Fórum das Artes já tem 1.877 visitas programadas. Agendamentos de grupos podem ser feitos pelo telefone: (14) 3811-1481.

Atualmente, a principal exposição da Pinacoteca Fórum das Artes é Auguste Rodin – Figura e modernidade: no acervo da Pinacoteca de São Paulo, pertencente ao acervo da Pinacoteca do Estado. A exposição foi viabilizada pelo Instituto CPFL e conta com 10 esculturas originais e 76 fotografias documentais da vida do artista, que estarão expostas até 15 de dezembro.

Além de Rodin, a Pinacoteca Fórum das Artes tem a exposição A CASA: jogos de luz & cor, da artista botucatuense Amélia Piza; o acervo do Memorial Itajahy Martins; Diálogos em contexto, exposição de longa exposição do Museu de Arte Contemporânea (MAC) de Botucatu; e Conexão Gráfica, na Galeria Fórum das Artes.

Mais informações
Pinacoteca Fórum das Artes
Rua General Telles n° 1040 – Centro, Botucatu-SP
Horário de funcionamento: de quarta-feira a sexta-feira das 8h30 às 17 horas; sábados e domingos das 11 às 17 horas.
Telefone: (14) 3811-1481

 

Crédito da foto de capa: www.noticias.botucatu.com.br

Fonte: www.botucatu.sp.gov.br

 


imagem_novo.jpg

user30 de agosto de 2019
Rio Paranapanema , Represa de Chavantes / IMAGEM: Divulgação

A região do reservatório da usina hidrelétrica de Chavantes, entre São Paulo e Paraná, passa a ser definida como área especial de interesse turístico e denominada de Angra Doce. A mudança está prevista no PLC 34/2017, aprovado no plenário do Senado aprovou na última terça-feira (27). O objetivo é incentivar o turismo. O projeto segue para a sanção presidencial.

De acordo com o texto, a área de Angra Doce abrangerá os municípios de Ribeirão Claro, Carlópolis, Siqueira Campos, Jacarezinho e Salto do Itararé, no estado do Paraná; e os municípios de Chavantes, Ourinhos, Canitar, Ipaussu, Timburi, Piraju, Fartura, Bernardino de Campos, Itaporanga e Barão de Antonina, no estado de São Paulo.

Na justificativa do projeto, o autor, deputado Capitão Augusto (PL-SP), disse que a usina, localizada no Rio Paranapanema, formou um lago que conferiu aos municípios do seu entorno o potencial para desenvolvimento de atividades de entretenimento e lazer, com condições de se tornar um importante destino turístico do país. Entre as atividades citadas estão canoagem, rafting, trekking, voo livre, paraglider e passeios náuticos.

No parecer pela aprovação, o relator,  senador Wellington Fagundes (PR-MT), disse considerar o projeto meritório por tornar efetiva a implementação de áreas especiais de interesse turístico previstas em lei.

Fonte: Agência Senado


queijo-mandala-artesanal-debetti_img1.jpg_1024x1024.jpg

user14 de agosto de 2019
Queijo Mandala – Pardinho Artesanal / Imagem: Divulgação

O queijo Mandala, produzido em Pardinho , na região turística da Cuesta, conquistou o grande prêmio mundial durante o primeiro Concurso Mundial de Queijos na América Latina, realizado em Araxá- MG, no último final de semana (08 a 11 de agosto).

Foram mais de mil peças inscritas na feira, que teve degustação com direito a harmonização com tudo que combina: café, vinho, geleia, cachaça e até sorvete. Dos 955 queijos avaliados, 245 pontuaram. Foram 21 super ouros, 35 ouros, 76 pratas e 113 bronzes. O anúncio foi aberto ao público. O concurso reuniu 93 jurados de várias partes do mundo com a missão de eleger os melhores sabores. Foi exatamente na categoria super ouro que o queijo da produzido pela Pardinho Artesanal sagrou-se vencedor.

O evento foi realizado pela ONG “SerTãoBras”. A Organização Não Governamental visa lutar pela legalização do queijo de leite cru e pela valorização do pequeno produtor rural, e pela Guilde Internationale des Fromagers, da França. O objetivo do concurso, segundo  a organização é colocar queijos brasileiros lado a lado com os queijos internacionais para premiar os melhores sem distinção de origem ou tecnologia queijeira.quei

 

Crédito da foto de capa: Divulgação

Com Informações: G1

 


66156517_2403879296360871_8222104066533097472_o-1280x720.jpg

user2 de agosto de 2019

Inaugurado em agosto do ano passado, o Restaurante Bella Varanda se consolida como opção de lazer, para Itaí e região.  As noites temáticas são as grandes atrações da casa. Confira a programação do restaurante para o mês de agosto:

Imagem: Divulgação

O restaurante tem a capacidade para atender simultaneamente 180 pessoas. O cardápio privilegia a culinária regional e pode ser conferido em horários distintos como café da manhã, almoço com buffet por quilo ou lanches rápidos. A tarde o local serve como pesticaria,  chopperia e por fim no horário de janta, a churrascaria.

No entanto são as noites temáticas do Bella Varanda que chamam a atenção. Noites Uruguaia, Árabe, Italiana, Oriental, Gastronomia Pantaneira, Comida de Boteco, Cozinha Mineira e Sulista são alguns dos temas já praticados aos finais de semana com música ao vivo.

O Bella Varanda está localizado às margens da Rodovia SP 255, km 299 (trevo de acesso de Itaí).

Noites temáticas no Bella Varanda / Crédito da foto: Facebook @bellavarandarestaurante
SERVIÇO:

Restaurante Bella Varanda 

Horário de atendimento: Abre todos os dias (inclusive sábados, domingos e feriados) às 11h. Fechamento de segunda a quinta, por volta de 23:00. Sextas, sábados, vésperas e feriados fecha por volta da meia noite. Aos domingos fechamento às 16h.

Telefone: (14) 3761-9494

 

Crédito da foto de capa: Facebook @bellavarandarestaurante

 

 

 

 



Conheça

Seja Bem-Vindo!

A principal atração turística de Avaré é a represa de Jurumirim, formada pelo Rio Paranapanema, a 18 km da cidade. O local é território livre para a prática de windsurf, Jet skis, banana boat, caiaques, barcos e lanchas. É possível alugar embarcações nas marinas, passear de escuna ou fazer aulas de wakebord e stand´up. Ao redor da represa estão também hotéis de lazer, casas de veraneio e pousadas atraentes para casais, além do Camping Municipal.

Na área central, os principais atrativos são o Mirante do Cristo Redentor, o Santuário de Nossa Senhora das Dores, o Horto Florestal, artesanatos, entre outras atrações. Ao passar pela cidade, não deixe de provar nosso famoso doce de leite, iguaria muito tradicional de nosso município.


ENTRE EM CONTATO


Net @ - sites para internet