Carregando...

CONHEÇA OS 10 PRINCÍPIOS DE MOBILIZAÇÃO CONTRA O COVID-19 PROPOSTO PELO TURISMO PAULISTA

28 de abril de 2020
PRIMEIRA VERSÃO DE PRINCÍPIOS QUE DEVERÃO ORIENTAR UM PROCESSO DE BAIXO PARA CIMA (DOS MUNICÍPIOS E COMUNIDADES ATUANDO CRIATIVA E ESPONTANEAMENTE EM MUTIRÃO) PARA LIDAR COM OS DESAFIOS DOS TEMPOS QUE VIVEMOS HOJE DE FORMA ALTAMENTE PRÁTICA E EFICAZ E CONSTRUIR UM NOVO TURISMO NO PERÍODO PÓS CRISE.
(Estes princípios deverão chegar a todos os cidadãos dos municípios/comunidades, motivando a população inteira a participar do mutirão de forma natural, voluntária, engajada – sem esperar “ordens que venham lá de cima”. Estes princípios deverão também sensibilizar todos os líderes do município/comunidade, enquanto cidadãos).
1. O momento é de colocar a vida em primeiro lugar. Aja no dia a dia para preservar a vida e saúde de si e todos ao seu redor. A grande prioridade do momento é de diminuir/zerar as possibilidades de contágio/disseminação do coronavirus em seu município/comunidade.
2. Participe e incentive todos ao seu redor a atuar em mutirão, com mobilização de grupos/grandes grupos atuando em rede (mesmo a partir do que fazem de casa, em quarentena) para contribuir para o processo de diminuir/zerar as possibilidades de disseminação do vírus.
3. Esteja alerta para as orientações que vêm/virão das lideranças de seu município/comunidades. Essas orientações trarão pragmatismo a tudo que os mutirões poderão fazer acontecer. Por exemplo, se a orientação for de que cem por cento da população deva usar máscaras no dia a dia, os mutirões deverão fazer isso efetivamente acontecer, até mobilizando todos a produzirem máscaras em casa.
4. O momento é de grande iniciativa e de ação e não de espera. Ação voluntária, criativa deverá estar no centro dos mutirões. Não espere que a ordens venham de cima para começar a agir. Use toda a sua criatividade (inclusive inteligência/engenhosidade coletiva) para transformas as orientações que virão das lideranças em soluções efetivas para conter a disseminação do vírus. Seja o tempo todo pró-soluções.
5. Supere todas as formas de egoísmo em seu dia a dia. Pense o tempo todo no bemestar de todos, sem qualquer tipo de exclusão. Estamos em tempos de solidariedade e ajuda mútua. A ideia é que todos os membros do município/comunidade atuem no dia a dia pensando no bem comum. Dessa forma emergiremos, depois que a crise for superada, como cidades que promovem a vida – em todas as suas formas – algo essencial no turismo pós vírus.
6. Busque o melhor nível de harmonia no município/comunidade. Não é hora de conflitos e polarizações. Vivemos hoje tempos em que precisamos de boa vontade em tudo, até buscando o melhor relacionamento com todos na comunidade. Lembrar sempre que somos um grande organismo vivo em que todas as partes precisam atuar em perfeita harmonia com o todo (algo também essencial no turismo pós crise).

7. Atue em sua área de ação sempre pensando no todo da comunidade, como se você fosse o líder maior responsável pelo bem-estar do todo. Pense grande e tenha intenções amplas e de elevado alcance. Com intenções grandiosas e nobres, mesmo ações pequenas podem trazer excepcionais resultados. O contrário – intenções pequenas, mesmo com ações grandiosas – poderá produzir muito poucos resultados.
8. Ajude os líderes formais de seu município/comunidade a criar contextos de alta motivação, animação e participação voluntária de alto engajamento. Procure neutralizar todo tipo de pessimismo e desânimo ao seu redor. Estaremos coletivamente lidando de forma muito criativa e eficaz com os desafios que vivemos se todos estiverem em seu melhor estado, não só físico, mas principalmente mental, emocional e existencial (honrando a vida e fazendo nossas vidas terem valor e significado). Esse contexto de “todos em seu melhor estado” deverá perdurar depois da crise e ser mais um ponto de essência para o turismo em novo nível de consciência.
9. Atue no dia a dia com humildade, mas sempre procurando ocupar todos os “espaços vazios” ao seu redor. E em vez de criticar os líderes formais de seu município/comunidade, procure ajuda-los de forma positiva e construtiva o tempo todo. Lembre-se: ninguém foi preparado para lidar com a crise que vivemos no mundo hoje. Todos precisamos de ajuda e todos podemos ajudar.
10. O momento hoje é da cultura de servir e não de mandar, de exercitar poder sobre outros. Seres humanos servindo seres humanos. Líderes servidores. Tempos de elevado nível de consciência em ação: “Faça aos outros o que gostaria que fizessem a você”. É a Regra de Ouro. Mas de essência para essência. E nunca de ego para ego. Mais uma vez: é tempo de egoísmo zero. Até para a construção de um turismo muito diferente depois que a crise for superada.
Fonte: turismo.sp.gov.br


Conheça

Seja Bem-Vindo!

A principal atração turística de Avaré é a represa de Jurumirim, formada pelo Rio Paranapanema, a 18 km da cidade. O local é território livre para a prática de windsurf, Jet skis, banana boat, caiaques, barcos e lanchas. É possível alugar embarcações nas marinas, passear de escuna ou fazer aulas de wakebord e stand´up. Ao redor da represa estão também hotéis de lazer, casas de veraneio e pousadas atraentes para casais, além do Camping Municipal.

Na área central, os principais atrativos são o Mirante do Cristo Redentor, o Santuário de Nossa Senhora das Dores, o Horto Florestal, artesanatos, entre outras atrações. Ao passar pela cidade, não deixe de provar nosso famoso doce de leite, iguaria muito tradicional de nosso município.


ENTRE EM CONTATO


Net @ - sites para internet