Carregando...

pdt_ft1_7350.jpg

user31 de janeiro de 2020
IMAGEM: DIVULGAÇÃO
O Sebrae – Escritório Botucatu, em parceria com Instituto Jatobás e Prefeitura de Pardinho promoverá no dia 03 de fevereiro, segunda-feira, uma reunião onde pretende reunir agentes políticos e iniciativa privada dos 11 municípios que compõe o Pólo Turístico da Cuesta. A pauta do encontro é o desenvolvimento do turismo regional a partir de ações planejadas e integradas.
Segundo o Instituto Jatobás, o turismo  é uma força econômica das mais importantes do mundo: “Nele ocorrem fenômenos de consumo, originam-se rendas, criam-se mercados nos quais a oferta e a procura se encontram. Os resultados do movimento financeiro decorrentes do turismo são expressivos e justificam que esta atividade esteja incluída na programação da política econômica de todos os países, regiões e municípios”.
O Pólo Turístico da Cuesta é composto pelos municípios de Areiópolis, Anhembi, Avaré, Botucatu, Bofete, Conchas, Itatinga, Pardinho, Paranapanema, Pratânia e São Manuel.
SERVIÇO:
O encontro  será no dia 03 de Fevereiro, as 09h30, no Centro Cultural Max Feffer em Pardinho.
Rua Nicanor Teodoro Rosa, Pardinho – SP.

Fotos-turisticas-da-cidade-de-Bofete-6-1-1280x720.jpg

user3 de janeiro de 2020
IMAGEM: DIVULGAÇÃO

A “Cuesta” é o símbolo do turismo regional, que encanta os mais diferenciados públicos com seu portfólio de recursos e atrativos turísticos. Mas afinal, o que é essa tal “Cuesta”?

Cuesta (palavra de origem espanhola = encosta) é uma forma de relevo assimétrico (altitude entre 550 a 950 metros), com desnível abrupto, apresentando frente escarpada (front) e o reverso com fraca declividade.

A arquitetura do relevo Cuesta é formada por: reverso, front, sopé e seus morros testemunhos. Os mirantes tão vislumbrados por nós, como por exemplo, a “Base da Nuvem”, “Pedra do Índio”, “Tirolesa do Gigante” estão localizados no “reverso”; já o “Morro de Rubião Júnior”, “Morro do Peru”, “Três Pedras” e o “Gigante Adormecido” são exemplos de “morros testemunhos”.

relevo cuestiforme paulista se estende quase que continuamente na direção nordeste – sudeste do Estado, sendo atravessado pelos principais rios: o Tietê, o Paranapanema, o rio Grande, o rio Pardo e o Mogi-Guaçu. Os detalhes da formação dessa forma de relevo foram cuidadosamente descritos no “Atlas da Cuesta” do Instituto Itapoty. Vale a pena conferir o Atlas, é uma verdadeira aula de geologia, geografia e história natural.

Ao trafegar pela Rodovia Marechal Rondon notará placas marrons com ilustrações e dizeres em branco – são placas turísticas indicando que você está na região do Consórcio Turístico Polo Cuesta.

Em outro trecho da Rondon, encontramos a placa turística “Cuesta Basáltica – ajude a preservar esse patrimônio natural”. Tal placa é um indicativo de que a Cuesta não é somente um imponente atributo turístico, mas sim, um alerta sobre a sua vasta importância geológica, ambiental e social. Para isso, foi criado em 1983 a Área de Proteção Ambiental Corumbataí, Botucatu Tejupá/ APA Botucatu, um tipo de Unidade de Conservação, que abrange nove municípios da região – Avaré, Angatuba, Botucatu, Bofete, Itatinga, Guareí, Pardinho, São Manuel, Torre de Pedra. Essa APA visa proteger as Cuestas Basálticas, e os atributos ambientais e paisagísticos, como os morros testemunhos, os recursos hídricos superficiais, o Sistema Aquífero Guarani (mais especificamente, suas áreas de recarga), o patrimônio arqueológico, a vegetação e fauna típica de Mata Atlântica e Cerrado.

Para saber mais sobre a importância ecológica da Cuesta, além da leitura do Atlas, recomendamos a leitura do artigo Viagem virtual ao Aquífero Guarani em Botucatu (SP):  Formações Pirambóia e Botucatu, Bacia do Paraná e uma visita ao MuMA Museu de Mineralogia da Aitiara – dicas que irão enriquecer seus passeios pela região.

Outras curiosidades

(1) O termo Serra não pode ser empregado como sinônimo de Cuesta. O relevo serra é um conjunto de montanhas e terrenos acidentados com fortes desníveis e muitos picos.

(2) Cuestas Basálticas ou Cuestas Arenítico – basálticas: são compostas por remanescentes de rochas vulcânicas (basalto) em áreas de rochas sedimentares (arenito).

(3) O Morro de Rubião Júnior e o Morro do Peru (Botucatu) não são vulcões adormecidos.

(4) As “pedras pretas” comumente presentes em cachoeiras e córregos de nossa região são exemplos de rocha vulcânica, o basalto, resultado do maior derrame de lava do mundo, ocorrido na Era Mesozoica, durante a separação da Gondwana. Para agricultura, o basalto é uma rocha importantíssima, pois o produto de sua decomposição é um solo de coloração avermelhada que origina os solos férteis – conhecido como terra roxa. Os imigrantes italianos pronunciaram “Terra rossa” que em português significa, terra vermelha.

(5) As “pedras de vários tons de vermelho e algumas recobertas por líquens” comumente presentes na “Pedra do Índio, Três Pedras e na Base da Nuvem” são exemplos de rocha sedimentar, o arenito, uma rocha formada pela compactação de sedimentos de areia (grãos) a milhares de anos.

FONTE: noticias.botucatu.com.br / Artigo: Patricia Shimabuku é farmacêutica industrial, professora e ativista socioambiental. 


Rodin7-1280x720.jpg

user4 de setembro de 2019
Prédio histórico abriga Pinacoteca / Crédito da foto: Prefeitura de Botucatu

A Pinacoteca Fórum das Artes completou um mês de inauguração na última terça-feira, 03, e desde então, vem atraindo o público de Botucatu e região com suas exposições culturais. Foram 5.254 visitas ao longo do mês de agosto, sendo 1.116 visitas monitoradas, principalmente por escolas de ensino fundamental da rede pública.

As visitas monitoradas são realizadas com grupos, principalmente de crianças e jovens, que permanecem em torno de uma hora e meia recebendo orientações sobre as exposições, por meio de uma ação educativa específica para este público. Para o mês de setembro a Pinacoteca Fórum das Artes já tem 1.877 visitas programadas. Agendamentos de grupos podem ser feitos pelo telefone: (14) 3811-1481.

Atualmente, a principal exposição da Pinacoteca Fórum das Artes é Auguste Rodin – Figura e modernidade: no acervo da Pinacoteca de São Paulo, pertencente ao acervo da Pinacoteca do Estado. A exposição foi viabilizada pelo Instituto CPFL e conta com 10 esculturas originais e 76 fotografias documentais da vida do artista, que estarão expostas até 15 de dezembro.

Além de Rodin, a Pinacoteca Fórum das Artes tem a exposição A CASA: jogos de luz & cor, da artista botucatuense Amélia Piza; o acervo do Memorial Itajahy Martins; Diálogos em contexto, exposição de longa exposição do Museu de Arte Contemporânea (MAC) de Botucatu; e Conexão Gráfica, na Galeria Fórum das Artes.

Mais informações
Pinacoteca Fórum das Artes
Rua General Telles n° 1040 – Centro, Botucatu-SP
Horário de funcionamento: de quarta-feira a sexta-feira das 8h30 às 17 horas; sábados e domingos das 11 às 17 horas.
Telefone: (14) 3811-1481

 

Crédito da foto de capa: www.noticias.botucatu.com.br

Fonte: www.botucatu.sp.gov.br

 


pdt_ft1_7350.jpg

user3 de setembro de 2019

O Instituto Jatobás, através do Projeto Realiza Cuesta, anunciou o resultado dos projetos selecionados através do chamamento público realizado pela instituição, para financiamento de iniciativas na área de abrangência do Pólo Turístico da Cuesta. A boa notícia é que entre os 77 projetos apresentados, 4 foram de Avaré sendo dois deles selecionados, conquistando como prêmio de fomento o valor de 2 mil reais.

 

Psicólogo e Educador Rodrigo Negrão / Crédito da foto: facebook.com/rodrigo.negrao1

Rodrigo Negrão e Marcelo Cunha Ribeiro estão entre os avareenses selecionados. Para Negrão, psicólogo e educador, o financiamento do Projeto Realiza Cuesta é uma ótima oportunidade para aprimorar seu programa e torná-lo real. ” Estou muito empolgado, fiquei imensamente feliz e tenho uma expectativa muito positiva de que o resultado vai ser alcançado”, explica.  Seu  projeto leva o nome de Programa Jardim das Emoções e oferece a oportunidade ao participante de reconhecer, nomear e desenvolver suas emoções, promovendo autoconhecimento, através de técnicas imersivas e vivenciais que objetiva a melhora no desempenho escolar e social de crianças.

Cientista do Esporte Marcelo C. Ribeiro /Crédito da foto: facebook.com/marcelo.mcr.9

Já o projeto selecionado de Marcelo, foca no desenvolvimento de uma plataforma de treinamento integral, que objetiva fornecer serviços  de treinamento esportivo que integram os aspectos Racional, Emocional, Físico, Nutricional e Espiritual do ser humano. O projeto já está em andamento em parceria com a Do Vale TV, com 10 voluntários participando das avaliações físicas e iniciando os treinamentos.

Após a conclusão da fase de execução dos projetos, o Instituto Jatobás irá premiar com 5 mil reais os três melhores resultados entre os 12 projetos selecionados pela entidade.

Sobre o Realiza Cuesta – Desenvolvido pelo Instituto Jatobás, o programa tem como objetivo fortalecer o empreendedorismo local da região turística Polo Cuesta, composto pelos municípios de Avaré, Anhembi, Areiópolis, Bofete, Botucatu, Conchas, Itatinga, Paranapanema, Pardinho, Pratânia e São Manuel.  Para isso oferece uma jornada gratuita de quatro meses que inclui: metodologia para o desenvolvimento de competências socioemocionais, conhecimentos e práticas para o fortalecimento de negócios, conexão em rede de parcerias e apoio financeiro.

Sobre o Instituto Jatobás – O Instituto Jatobás tem como missão influir para a ampliação da consciência e oferecer conhecimento para a construção de caminhos coletivos solidários e sustentáveis. Tem como propósito a incorporação desses princípios nas práticas pessoais, organizacionais e comunitárias.  O Instituto atua, desde 2005, nos municípios de Pardinho e de São Paulo, no Estado de São Paulo.

 

Crédito da foto de capa: Sede do Instituto Jatobás, Pardinho -SP / Divulgação


WhatsApp-Image-2019-08-28-at-10.33.58.jpeg

user28 de agosto de 2019
Pesca Esportiva na Represa é uma das atrações de Avaré / Crédito da Foto: Chen Studio

O Ministério do Turismo anunciou nesta semana a atualização do Mapa do Turismo Brasileiro que define as regiões turísticas que são prioritárias para investimentos do Governo Federal. Ao todo o mapa reúne 2694 cidades inseridas em 333 regiões turísticas em todo país.

Neste mapa o Ministério do Turismo faz uma classificação baseada em informações prestadas pelos municípios, como orçamento destinado ao turismo, infraestrutura de serviços entre outros quesitos e faz um ranqueamento que vai de  A (como melhor desempenho) até a letra E (pior desempenho). 

Mirante na Cuesta atrai grande público por conta de beleza cênica da formação geográfica / Foto: @pedrodoindiobotucatu

Na região a Estância Turística de Avaré  ao lado da vizinha Botucatu, despontam como as melhores posicionadas, na categoria B. Ambas estão inseridas no mapa dentro do Pólo Turístico da Cuesta. As Estâncias de Paranapanema e Piraju ficaram para trás com a letra D, assim como a maioria das cidades do entorno. A Estância Águas de Santa Bárbara não recebeu nenhuma avaliação do Ministério do Turismo. 

O Mapa do Turismo Brasileiro existe desde 2013 e serve como orientação para investimentos do turismo interno do país. 

 

Crédito da foto de capa: Horto Florestal / Fernando Alonso

 


queijo-mandala-artesanal-debetti_img1.jpg_1024x1024.jpg

user14 de agosto de 2019
Queijo Mandala – Pardinho Artesanal / Imagem: Divulgação

O queijo Mandala, produzido em Pardinho , na região turística da Cuesta, conquistou o grande prêmio mundial durante o primeiro Concurso Mundial de Queijos na América Latina, realizado em Araxá- MG, no último final de semana (08 a 11 de agosto).

Foram mais de mil peças inscritas na feira, que teve degustação com direito a harmonização com tudo que combina: café, vinho, geleia, cachaça e até sorvete. Dos 955 queijos avaliados, 245 pontuaram. Foram 21 super ouros, 35 ouros, 76 pratas e 113 bronzes. O anúncio foi aberto ao público. O concurso reuniu 93 jurados de várias partes do mundo com a missão de eleger os melhores sabores. Foi exatamente na categoria super ouro que o queijo da produzido pela Pardinho Artesanal sagrou-se vencedor.

O evento foi realizado pela ONG “SerTãoBras”. A Organização Não Governamental visa lutar pela legalização do queijo de leite cru e pela valorização do pequeno produtor rural, e pela Guilde Internationale des Fromagers, da França. O objetivo do concurso, segundo  a organização é colocar queijos brasileiros lado a lado com os queijos internacionais para premiar os melhores sem distinção de origem ou tecnologia queijeira.quei

 

Crédito da foto de capa: Divulgação

Com Informações: G1

 


FB_IMG_1564949320981.jpg

user4 de agosto de 2019
Estande da Aprecesp em parceria com a Secretaria Estadual de Turismo / Crédito da foto – Facebook @turismopaulista

A Aprecesp – Associação das Prefeituras das Cidades Estâncias do Estado de São Paulo (Turismo Paulista) participou da 23ª edição da AVIRRP 2019 (Associação das Agências de Viagens de Ribeirão Preto e Região), que aconteceu entre os dias 2 e 3 de agosto, em Ribeirão Preto.

A entidade participou do estande da Secretaria de Turismo do Estado de São Paulo, com espaço de 75 m² para destacar cerca de 130 municípios paulistas, 21 regiões turísticas e entidades confirmadas, tais como: ABCTur, Águas Sertanejas, Alta Mogiana, Altos de Paranapiacaba, ANPF – Trens e Bondes Turísticos, Circuito das Águas Paulista, Circuito das Frutas, Costa da Mata Atlântica, Guarujá CVB, Histórias e Aventuras, Maravilhas do Rio Grande, Pólo Cuesta, Roteiro dos Bandeirantes, São José dos Campos CVB, Sítio do Pica Pau Amarelo – Mairiporã, Taypa de Pilão, Trilhos e Trilhas da Baixa Mogiana, Vale do Rio Grande, além da Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente.

FONTE: Aprecesp


67413310_2313206688769320_4141679530953670656_o.png

user2 de agosto de 2019
Sede do Instituto Jatobás em Pardinho-SP / Crédito da foto: Divulgação

O Instituto Jatobás está desde o dia 27 de julho com uma chamada para empreendimentos ou ideias voltados para o desenvolvimento social, cultural, ambiental e/ou econômico da região turística Polo Cuesta. Podem participar projetos que tenham origem e atuação nos municípios de Anhembi, Areiópolis, Avaré, Bofete, Botucatu, Itatinga, Paranapanema, Pardinho, Pratânia e São Manuel.

“Atuamos desde 2005 em Pardinho com foco no fortalecimento do desenvolvimento local. Em 2019, lançamos o programa ‘Realiza Cuesta’ com o objetivo de proporcionar a empreendedores e empreendedoras da região uma jornada de aperfeiçoamento integral que inclui: apoio ao desenvolvimento de competências , modelo de negócios, mentoria a projetos além de conexão com parceiros e possíveis financiadores”, explica Luiz Alexandre Mucerino, vice-presidente do Instituto Jatobás.

Podem se inscrever pessoas físicas ou jurídicas que tenham ideias ou projetos relacionados a pelo menos um dos temas a seguir: (1) tecnologia aplicada à sustentabilidade no campo, à agroindústria ou voltada ao desenvolvimento sustentável local e regional; (2) agroecologia; (3) economia criativa – atividades produtivas nas áreas de: música, artesanato, gastronomia, arquitetura, design, moda, teatro, dança, circo, literatura, audiovisual (vídeo, cinema, jogos), artes (desenho, pintura, grafitti, escultura, outros); (4) educação e/ou aprendizagem; (5) meio-ambiente (energia, água, resíduos, dentre outros); cidade (mobilidade, habitação, segurança, dentre outros).

>> Acesse o edital na íntegra.

Serão selecionados até 10 projetos – empresas ou ideias – que receberão:

  • Apoio financeiro de R$2.000,00 por projeto, vinculadas à participação nos encontros;
  • Desenvolvimento de competências e habilidades socioemocionais;
  • Oficinas para a estruturação do projeto/negócio;
  • Mentoria customizada por projeto;
  • Facilitação de conexões com outras iniciativas e potenciais parceiros que compartilhem os mesmos interesse, além da possibilidade de apresentação para potenciais investidores.
  • Prêmio de R$ 5.000 para os três melhores projetos ao final do processo.

>> As inscrições podem ser feitas até 25/08, pelo link: Formulário de Inscrição.

Para se inscrever, basta acessar o formulário e responder às questões relativas ao projeto e enviar um vídeo de até 02 minutos contando o porquê o projeto deve ser selecionado (+ detalhes, acesse o edital).  O resultado do processo de seleção será informado por meio do site Realiza Cuesta (realizacuesta.institutojatobas.org.br) no dia 30 de agosto de 2019.

Sobre o Realiza Cuesta – Desenvolvido pelo Instituto Jatobás, o programa tem como objetivo fortalecer o empreendedorismo local da região turística Polo Cuesta. Para isso oferece uma jornada gratuita de quatro meses que inclui: metodologia para o desenvolvimento de competências socioemocionais, conhecimentos e práticas para o fortalecimento de negócios, conexão em rede de parcerias e apoio financeiro.

Sobre o Instituto Jatobás – O Instituto Jatobás tem como missão influir para a ampliação da consciência e oferecer conhecimento para a construção de caminhos coletivos solidários e sustentáveis. Tem como propósito a incorporação desses princípios nas práticas pessoais, organizacionais e comunitárias.  O Instituto atua, desde 2005, nos municípios de Pardinho e de São Paulo, no Estado de São Paulo.

Fonte: Assessoria de Imprensa 


48383927_1149393501881988_3030636766391435264_o.jpg

user17 de julho de 2019
Três Pedras, monumento natural entre Bofete e Botucatu / Foto: www.olhosdeturistas.com.br

O interior de São Paulo está entre os principais destinos turísticos das férias de julho procurados nas agências de turismo, segundo a Associação Brasileira de Agências de Viagem (Abav). De acordo com a entidade, a instabilidade econômica fez os consumidores mudarem o comportamento e os destinos de suas viagens, mas manteve o setor do turismo aquecido.

Segundo a Abav, roteiros mais econômicos pelo interior do Brasil ganharam força e interior paulista leva vantagem neste sentido, já que tem como vizinha a capital paulista, o maior centro emissor de turistas do país.

Entre os principais destinos buscados nas agências de turismo neste mês de julho, estão cidades do interior paulista a poucas horas da capital, com atrações de ecoturismo e esportes radicais, como Botucatu, Brotas, Boituva, Eldorado, Serra Negra e Socorro. Além dessas, destacam-se Campos do Jordão, que no inverno chega a receber 1,5 milhão de turistas, e Águas de São Pedro, conhecida pelas estâncias com águas terapêuticas.

 

Fonte: Com informações de Agência Brasil


titas_agora_790x505_08012019102343.jpg

user21 de junho de 2019
Trio Acústico Titãs / Foto: Divulgação

Um dos símbolos do Rock nacional estará novamente em Botucatu. A banda Titãs fará um show acústico no dia 13 de setembro, no Auditório do Colégio La Salle.

A organização é da Ferreira Eventos Culturais, que há anos traz diversos espetáculos para a cidade entre shows e peças de teatro.

Título mais vendido da discografia da banda Titãs, com mais de dois milhões de cópias comercializadas desde o lançamento em 1997, o álbum Acústico MTV terá o formato e o clima revividos pela banda em show inédito que será apresentado pelo Brasil ao longo deste ano de 2019.

É como trio que Branco Mello, Sergio Britto e Tony Bellotto – munidos de violões, piano, guitarra acústica e contrabaixo – vão reciclar o repertório do disco de 1997 em roteiro que abarca músicas posteriores como as baladas Epitáfio (Sérgio Britto, 2001) e Enquanto houver sol (Sergio Britto, 2003).

A ideia do grupo é que Titãs trio acústico seja show despojado, de clima mais íntimo.

Paralelamente à turnê do show Titãs trio acústico, a banda continuará em trânsito pelo Brasil com a turnê da ópera-rock Doze flores amarelas(2017) – espetáculo teatral já disponível em DVD – e com um terceiro show de formato elétrico, Enquanto houver sol, cujo roteiro é formato por mix de sucessos de todas as fases da banda.

Os ingressos já estão sendo comercializadas; confira mais informações e pontos de venda.

Serviço

Datas: 13 de setembro – sexta-feira

Horário: 21h (proibida entrada após o início do show)

Gênero: show

Duração: 80 min

Classificação: 12 anos

local: Auditório La Salle

Ingressos

Setor Vip (primeiras filas)

Meia: R$ 120,00 (professores, estudantes, pessoas + 60 Anos)

Unimed: R$ 120,00 (Cliente com o Cartão do Plano de Saúde)

 

Fonte: Com informações de acontecebotucatu.com.br 
Crédito da foto de capa: Divulgação 


Conheça

Seja Bem-Vindo!

A principal atração turística de Avaré é a represa de Jurumirim, formada pelo Rio Paranapanema, a 18 km da cidade. O local é território livre para a prática de windsurf, Jet skis, banana boat, caiaques, barcos e lanchas. É possível alugar embarcações nas marinas, passear de escuna ou fazer aulas de wakebord e stand´up. Ao redor da represa estão também hotéis de lazer, casas de veraneio e pousadas atraentes para casais, além do Camping Municipal.

Na área central, os principais atrativos são o Mirante do Cristo Redentor, o Santuário de Nossa Senhora das Dores, o Horto Florestal, artesanatos, entre outras atrações. Ao passar pela cidade, não deixe de provar nosso famoso doce de leite, iguaria muito tradicional de nosso município.


ENTRE EM CONTATO


Net @ - sites para internet